Secretarias de Educação e Assistência Social unem esforços em prol das crianças e adolescentes

A proposta do município é formar uma rede de atenção e proteção a crianças e adolescentes de Barra do Choça

A proposta do município é formar uma rede de atenção e proteção a crianças e adolescentes de Barra do Choça

A reunião realizada sexta (30), no auditório da secretaria municipal de educação (SEMED), reuniu professores, diretores, representantes de conselhos municipais, psicólogos e pedagogos.

Dentro de um plano de ações, que está sendo elaborado pelo núcleo pedagógico da secretaria de educação, no que diz respeito à segurança e permanência dos alunos nas escolas, existe também, a formação de uma rede protetora de crianças e adolescentes, que vivem em situações de risco.

Por conta disso, profissionais da educação resolveram se unir aos profissionais da ação social e, juntos vão elaborar ações em parceria com o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS),

A idéia inicial é realizar uma triagem com o apoio de professores e diretores, que farão um levantamento dos estudantes e respectivas famílias, que necessitam de uma assistência diferenciada, onde será priorizado o atendimento humanizado e também, a inserção dos mesmos em programas educativos, na tentativa de melhorar o desempenho na vida escolar e, conseqüentemente realizar mudança no aspecto familiar e social.

A idéia inicial é realizar uma triagem com o apoio de professores e diretores, que farão um levantamento dos estudantes e respectivas famílias, que necessitam de uma assistência diferenciada

A idéia inicial é realizar uma triagem com o apoio de professores e diretores, que farão um levantamento dos estudantes e respectivas famílias, que necessitam de uma assistência diferenciada

Segundo a coordenadora do CREAS Larissa Alcântara, é necessário conhecer as necessidades de cada um, que precisa de assistência especializada. “A gente precisa conhecer os casos e, a partir disso, mostrar um plano de ação capaz de resolver as principais problemáticas que surgem, tanto no contexto escolar que também, está ligado diretamente com a questão social”, disse a coordenadora.

“ O primeiro passo foi dado, pois algumas demandas da educação, serão encaminhadas para o social e vice e versa, pois estamos reforçando a parceria”, afirmou Ricardo.

“ O primeiro passo foi dado, pois algumas demandas da educação, serão encaminhadas para o social e vice e versa, pois estamos reforçando a parceria”, afirmou Ricardo.

O secretario de educação Ricardo Amorim, salientou que os conselhos municipais, poder municipal e promotoria pública, estão juntos na luta por uma sociedade melhor e disse ainda: “ O primeiro passo foi dado, pois algumas demandas da educação, serão encaminhadas para o social e vice e versa, pois estamos reforçando a parceria”, afirmou Ricardo.

Trabalhar com os professores e diretores, será muito importante, pois são pessoas que estão ligadas diretamente com os alunos, tanto na sede, quanto na zona rural e o serviço social pode ajudar a fazer a diferença”

Trabalhar com os professores e diretores, será muito importante, pois são pessoas que estão ligadas diretamente com os alunos, tanto na sede, quanto na zona rural e o serviço social pode ajudar a fazer a diferença”

Já o secretario de assistência social Jailton Fernandes demonstrou bastante otimismo na causa, a qual envolve acima de tudo comprometimento e união. “Trabalhar com os professores e diretores, será muito importante, pois são pessoas que estão ligadas diretamente com os alunos, tanto na sede, quanto na zona rural e o serviço social pode ajudar a fazer a diferença”, disse o secretário.

Texto: Karine Carvalho. Fotos: Rosenilton Soares. ASCOM/PMBC

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 4 =