Semana do Meio Ambiente movimenta cidade ao discutir a qualidade e distribuição da água

O  Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado no dia 5 de junho por determinação da Organização das Nações Unidas (Onu), mas desde o dia 28 de maio Barra do Choça já realiza atividades em comemoração à data. Plantio de árvores na nascente do rio Catolé e concurso fotográfico envolveram crianças e adolescente na conscientização por um mundo mais sustentável.

Foto: Rosenilton Barbosa

Foto: Rosenilton Barbosa

Segundo o coordenador de Meio Ambiente Crésio Lima, o primeiro momento de atividades, no dia 28, consistiu na limpeza das margens do rio Catolé. “Tiramos mais de dez caminhões de lama com resíduos mal condicionados. Há um projeto de revitalização junto com  a Embasa, mas enquanto a licitação não sai estamos fazendo essas medidas alternativas”, explica. Lima acrescenta que logo após o processo, alunos da escola Poliana assumiram o plantio de árvores nas margens do rio.

No dia 29 aconteceu a segunda etapa da programação com o lançamento do concurso de fotografias para alunos da rede de ensino estadual de Barra do Choça. O tema é novamente voltado para a qualidade e quantidade de água no município e quem melhor tratá-lo através da arte da fotografia será premiado.

2

Foto: Rosenilton Barbosa

O terceiro e último momento da programação da Semana de Meio Ambiente acontece nesta quarta-feira (03) com Audiência Pública na Câmara de Vereadores de Barra do Choça. Além do prefeito municipal Oberdan Rocha e secretários, estarão presentes no evento representantes do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), da Casa Civil, da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, da Câmara Municipal e Secretária de Meio Ambiente de Vitória da Conquista.

O tema da audiência passará novamente pela questão da água oferecida pelo município e o uso feito por este e por seus vizinhos.” Sabemos que a irrigação tá sendo prejudicada, a qualidade não está satisfastória e principalmente a quantidade. Estamos com o acompanhamento do Inema para fazer um processo de revitalização do Rio Monos pra poder ver se a gente consegue aumentar a quantidade de água oferecida para evitar racionamento”, conta o coordenador.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =