CRAS de Barra do Choça e Barra Nova receberam acervo de livros do Projeto social ITAÚ

CRAS de Barra do Choça e Barra Nova receberam acervo de livros do Projeto social ITAÚ, agora as famílias que frequentam o CRAS terá à disposição mais de 100 obras de diversos gêneros.

A construção de um acervo composto por 100 obras de diversos gêneros e autores foi possível graças à parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e a Fundação Itaú Social.  O objetivo é estimular a leitura ainda na primeira infância e fortalecer as ações do programa Criança Feliz. A previsão é de que sejam entregues mais de 1,2 milhão de livros a todos os beneficiários do Criança Feliz e Cras.

Toda a comunidade poderá utilizar os livros que irão compor as bibliotecas dos Centros de Referência de Assistência Social. Ficará a cargo da gestão das unidades definir a melhor forma de utilizar o acervo. Para o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, os livros oferecem um novo horizonte para crianças e jovens. “Estimular as crianças faz com que elas cheguem no momento da escola com melhor desenvolvimento neuropsicomotor e cognitivo.  Elas se tornam mais aptas ao aprendizado e, no futuro, jovens mais capacitadas para o mercado de trabalho. Com isso, poderão obter melhores empregos, serem empreendedores, gerarem renda e romperem o ciclo de transmissão intergeracional da pobreza”, avaliou.

De acordo com a gerente de Fomento da Fundação Itaú Social, Camila Feldberg, o mais importante é oferecer literatura de qualidade para crianças. A expectativa é que os visitadores do Criança Feliz e os profissionais do Centro de Referência utilizem o livro como ferramenta para potencializar as atividades. “Esperamos que mais pessoas tenham acesso a uma literatura de qualidade. Queremos estimular a leitura que é tão importante para o desenvolvimento integral dessas crianças e adolescentes”, explicou Camila.

A coordenadora-geral de Serviço Socioassistenciais da Família do MDS, Heloísa Égas, também avalia a presença dos livros nos Cras como mais uma ferramenta para auxiliar nos vários serviços ofertados para a população. Segundo ela, é possível suscitar por meio dos livros debates e reflexões sobre questões cotidianas das famílias.  “O papel do técnico do Cras será estimular a leitura no ambiente familiar e o intercâmbio de experiências que a leitura proporciona entre pessoas de diversas faixas etárias”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *